COVID-19, o Impacto nas Empresas e na Economia Cabo-Verdiana

Notícias

COVID-19, o Impacto nas Empresas e na Economia Cabo-Verdiana

151 views

A pandemia do COVID 19 gerou uma crise económica sem precedentes num curto espaço de tempo. As bolsas mundiais caíram cerca de 30% desde o início do ano na maioria dos países mais ricos do mundo e a Organização Internacional do Trabalho antecipa que a crise possa causar o desemprego de mais de 25 milhões de pessoas no cenário mais adverso (ou 5,3 milhões no cenário mais benigno).

Mas, e em Cabo Verde? Qual a opinião dos empresários em relação ao impacto do COVID 19 na rendibilidade e liquidez das suas empresas?

O inquérito realizado pelo BCN entre 1 e 30 de Abril de 2020 a 264 empresas cabo-verdianas revela a opinião dos empresários sobre o cenário atual e as suas perspetivas a curto prazo.

Participaram no inquérito empresas de todas as ilhas, sendo 32% de Santiago, 25% de São Vicente e 19% do Sal, de diferentes ramos de atividade, designadamente, turismo (hotéis, restaurantes, agências de viagem), comércio, transportes, serviços, saúde e educação e artes.

Das 264 empresas que responderam ao inquérito, 91% (235), considera que a pandemia COVID-19 está a ter alto impacto na rendibilidade e/ou liquidez da sua empresa.

Numa perspetiva a curto e médio prazo, a maioria acredita que o fenómeno continuará a ter um impacto substancial na rendibilidade e/ou liquidez da empresa, com tendência crescente à medida que o período de análise se alarga. Nos primeiros 6 meses, 60% considera que a pandemia terá alto impacto na atividade da sua empresa e para os 6 a 12 meses seguintes, a percentagem eleva-se para 80%.

Apenas 6% das empresas acham que a COVID 19 terá um baixo impacto nas atividades desenvolvidas pela sua empresa.